Merry Xmas!

 

Aos nossos queridos clientes, amigos e parceiros,

um Feliz Natal e um Ano Novo com muito amor!

Obrigada por mais um ano juntos.

Que 2011 venha cheio de boas novidades e nos aproxime ainda mais.

Um beijo carinhoso,

Flávia Padilha e Renata Luna

Deixe um comentário

Arquivado em Notas

Pequeno Guia

Um dos blogs mais bacanas (se não for o melhor) e mais acessados dessa blogosfera afora, na categoria materno, atende pelo nome de Pequeno guia prático para mães sem prática. Escrito por Mariana Zanotto, mãe da lindíssima e foférrima Alice, de 3 anos, e do pequeno Lucas (4 meses?), o espaço é um convite e tanto a uma leitura prazerosa, fácil e altamente informativa a todos, não apenas mães, que têm criança por perto. Nele, Mari divide com sua enorme e fiel audiência suas experiências cotidianas da vida em família. Dotada de um humor inteligente e português indefectível, os temas são tão vastos quanto gestação e amamentação; escolas infantis e viagens; parto, choros, entre outros assuntos de caráter universal (Chico Buarque, o carisma do Jude Law, comprinhas espertas, etc). E no meio desse caldeirão, algumas pérolas, como essa que ilustra seu mais recente post, deixam toda a experiência da leitura ainda mais imperdível.

Impunsionados

Alice, enquanto irmã mais velha, tem complexo de Felícia. Aquela garotinha amalucada do Tiny Toons que esmaga os bichos por excesso de amor. Aquela do:

xxxxxxxxxxxxx
- Agora eu vou te amar, te abraçar, te agarrar, e não vou mais te largar! - e espreme gatinhos até os olhos saltarem.
xxxxxxxxxxxxxxx
Pois Alice é uma mini Felícia. Ela pensa que Lucas é um coelhinho felpudo de pelúcia e o trata como tal.
Ela beija ela espreme ela esmaga ela aperta ela morde ela estica e ela puxa.
Eu fico em pânico.
E o Lucas ri.
O-LUCAS-RI.
xxxxxxx
Não sei que vocação maluca é essa que ele tem pra masoquista, mas o fato é que ele toma altas cacetadas e acha graça. Porque porrada de amor não dói, ele deve pensar – e é mentira porque no dia em que tomou uma mordida mais empolgada ele chorou bastante e ficou meio traumatizado por uns dias, a irmã chegava perto e ele já fazia cara de pânico. Mas passou. O couro calejou. O fato é que ele adora a Alice mesmo sendo abusado por ela, e se isso não é amor eu não sei o que é.

- É que ele tá impunsionado di mim.
- Oi?
- Impunsionado. O Lucas. Di mim.
- Impulsionado? Impressionado?
- Impunsionado.
- O que que é impunsionado?
- É quando ele fica fazendo carinho e dando abraço ni mim.
- Ah, apaixonado?
- É! Eu também tô impunsionada pelo Lu!
xxxxxxxxxxxx
E aperta, sacode, agarra.
E ele ri.
E eu, boba de tudo, choro.

4 Comentários

Arquivado em Blogs

Bazar Mélange de natal

Um convite especial aos nossos clientes, amigos e parceiros.

5 Comentários

Arquivado em Notas

Soft (and fresh) Gallery

Tanto se fala ultimamente da Escandinávia, do seu design limpo, funcional e da estética minimalista que define seus traços. Na decoração, no mobiliário, na moda, diversos são os campos onde essa visão de agradável simplicidade tem ganhado cada vez mais espaço e expressão no mercado mundial. As marcas infantis que emergem dessas terras frias não são exceção. Uma das mais bacanas em atividade atualmente leva o carimbo made in Denmark e responde pelo nome de Soft Gallery. Resultado da feliz junção de uma designer e fotógrafa (Tine Holt Moller) com uma stylist (Barbara Hvidt), a SG teve sua primeira coleção lançada em 2008. Desde então, vem seguindo um caminho consistente apoiado na colaboração de artistas locais e internacionais que, a cada nova temporada, criam artworks a serem transformados em estampas e apliques que dão vida a bodies, camisetas, casacos, vestidos e calças para meninas e meninos de 0 a 12 anos. Os desenhos não seguem uma tendência específica, mas buscam, principalmente, estimular a criatividade das crianças e despertá-las para uma nova maneira de ver e interagir com o mundo ao redor. 

Abaixo, algumas imagens geniais da última coleção de verão – um dos melhores trabalhos que eu vi nos últimos tempos nos catálogos infantis. Bravo!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

xxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

3 Comentários

Arquivado em Coleções

A Nova e Boa Vila

Que a Vila Madalena é deliciosa, charmosa e convidativa, todo mundo sabe. Que o seu circuito de boemia, gastronomia e artes é um dos mais fervidos de São Paulo também não é novidade pra ninguém. Agora o que talvez nem todos saibam é que a cada dia, ou quase, tem nascido aqui uma nova expressão, um novo jeito de ver e fazer moda, bem diferente do velho estigma “paz e amor” que por anos coloriu e definiu o estilo do bairro. Quatro das nossas ótimas vizinhas provam que a teoria é verdadeira. Quer ver só? Só nao vale não vir nos visitar quando você estiver na área, ok?xxxxxxxxxxxxxx

FLAVIA ARANHA

Acima, Flavia em seu atelier e a arara em cores neutras. Abaixo, dois de seus vestidos-delícia.

Com um pé no minimalismo e outro no ambientalmente correto, a designer Flavia Aranha cria para uma clientela descolada, sem afetações e que privilegia o design aliado ao conforto na hora de se vestir. Três são os pilares da sua marca: uma cartela de cores basicamente neutra e atemporal; tecidos compostos por fibras naturais e tingidos com pigmentos orgânicos e não-poluentes, e uma modelagem solta do corpo que dá a sensação de não se estar vestindo nada, tão confortável e gostosa que é. A loja fica numa simpática e charmosa minivila que ela divide com sua amiga e parceira Luiza Perea. Vale muito a pena a visita: rua Aspicuelta, 245 – baixos / tel. 11 3031-1703

xxxxxxxxxxxxxxx

LUIZA PEREA

Acima, o espaço cumum que liga Luiza à Flavia e a vista de dentro da loja. Abaixo, dois modelos da coleção de verão 2011 e outros ângulos internos do ambiente.

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xTambém adepta de materiais naturais e de 

Também adepta de materiais naturais e de um estilo atemporal, como ela mesma conta em seu site, os sapatos de Luiza falam a uma consumidora exigente, que vai do clássico ao moderno, chegando a se arriscar no ousado. As cores são chiques, não gritam muito e garantem vida longa no guarda-roupa, independente de modismos. Rua Aspicuelta, 245 – baixos / tel. 11 3031-0136

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

JULIANA BICUDO


À esquerda, o ambiente interno da loja e a à direita, alguns modelos da coleção atual de Juliana. 

Entrar na Juliana Bicudo é se deparar com uma vontade louca e súbita, que nem você sabia que tinha, de comprar sapatos. Um mais lindo que o outro; um mais desejável que o outro. Essa ex-arquiteta transformada em designer sabe onde pisa, literalmente. Brinca com as cores de um jeito gostoso e livre e consegue despertar sonhos de consumo na mais desprecavida das clientes. Perigo! Rua Girassol, 170 / tel. 11 3031-7802

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

FERNANDA YAMAMOTO

Da esquerda pra direita: um look da coleção de verão 2011 desfilado no SPFW; a fachada da loja; andaimes customizados e outro look de passarela em detalhe.

Fernanda é a mais conhecida das quatro. Egressa do time do Fashion Rio, atualmente ela integra o casting de marcas que desfilam no São Paulo Fashion Week. Entrar na sua loja é ter a impressão de se estar em NY, Berlim ou outra grande capital da moda. O espaço tem uma pegada industrial moderna e cada estilista que Fernanda convida para expor suas peças ali junto com ela, num projeto denominado FY Convida, tem um andaime customizado que faz as vezes de arara. Muito bom! Rua Aspicuelta, 441 / tel. 11 3032-7979

xxxxxxxxxxxxx

Deixe um comentário

Arquivado em Notas, Roteiro de Compras

Swiss été

É sempre uma felicidade e orgulho quando um criador (genericamente falando, sem maiores pretensões aqui) vê por acaso uma peça sua sendo usada por alguém na rua, numa festa ou numa outra situação qualquer. Melhor ainda quando a ocasião é registrada e escancarada para todo mundo, literalmente, ver. Recebi essa foto-presente DESLUMBRANTE da nossa querida Claude, amiga suiça e autora dos ótimos Petits Bonheurs e It’s oh… - dois blogs deliciosos e de extrema audiência (um dos quais eu já falei aqui), onde Natacha, uma de suas filhas gêmeas, está usando um maiô Mélange. Essa foto é também a eleita de Claude para abrir  o It’s oh… Não suficiente, ela conta ainda que as meninas gostam tanto da peça que neste verão, que está acabando por lá, elas usaram o tempo todo e não apenas na praia. Good idea, girls!

Mélange pour Natacha et Claude Blaser

A propósito, esta incrível fotógrafa não-profissional é a convidada da nova N.magazine núm.2, recém-saída do forno, para ilustrar a sessão Casas do Mundoonde a cada edição uma família abre as portas de sua casa para dividir com os leitores da revista sua intimidade e mostrar que espaços children friendly podem sim ser autênticos e inspiradores. Já tem a sua?

Deixe um comentário

Arquivado em Verão 2011

Bazar Mélange

Tanto tempo sem postar, que quando posto (esse verbo já foi de verdade aportuguesado?) não dá vontade parar. Notícia fresca: pela primeira vez em sua história a Mélange está em clima de bazar. Mas não qualquer bazar. A coisa aqui é sem apego – com descontos chegando a 70%. Tem vestido, calça, saia, camiseta, coleções passadas e até inverno 2010. Fica o convite para todos os nossos leitores, clientes e amigos queridos. Esperamos vocês!


Atenção: Bazar prolongado até sábado, 28 de agosto! Tem muita peça bacana ainda por preços pra lá de bons. Imperdível!

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda